Oficina

Navegando: rumo a paz interior, a paz social e a paz ambiental 

Numa alusão às “navegações portuguesas”, propomos navegar pelas profundezas da alma humana a partir de oficina de arte-expressão, ganhar o oceano em viagens mais distantes como a paz interior e sociocultural chegando à paz na natureza, da qual necessitamos para sobreviver (água, ar, terra fértil, etc.).

A função desta oficina está em disseminar o conceito de que a paz que tanto buscamos tem inicio no coração de cada ser humano, o porto de onde partem todas as situações que colocam em risco a navegação tranqüila ao longo das nossas vidas. Assim, entre discurso, exposição teórica e diferentes técnicas de arte-expressão, vamos refletindo e vivenciando sensações de paz neste nos ambientes já citados, uma vez que a arte é a expressão de tudo que se sente.

O conceito que abrande corpo&alma como ambientes é parte das teorias que compõem a metodologia desenvolvida pela comunicóloga Ivana Ribeiro, ganhadora de uma menção honrosa da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, além de outros prêmios  que contemplaram ações que utilizavam esta metodologia. Dessa forma, trata-se também da oportunidade de disseminar uma esta metodologia brasileira.

 

Objetivo

- Proporcionar reflexões acerca da formação efetiva de uma Cultura de Paz a partir do seu real ponto de partida – o SER HUMANO.

- Demonstrar o papel da ARTE como meio de in-formar  e trans-formar,  colaborando para uma educação em valores humanos e que, na realidade, são os maiores alicerces para a formação da Cultura de Paz que tanto desejamos. Só a arte toca os corações. Os conceitos trabalham o lado esquerdo do nosso cérebro (analítico, verbal, lógico, linear, abstrato) e a arte toca o lado esquerdo (não verbal, sintético, analógico, não temporal, intuitivo, holístico). Em termos neurológicos, o conceito atinge a região do neocórtex e a arte o sistema límbico, a sede das nossas emoções. É da conexão entre estes dois hemisférios, entre razão e emoção que o ser humano “apreende” informações de forma a trabalhar os seus valores.

Público-alvo e duração

Terceira idade, educadores, trabalhadores, estudantes universitários entre outros. Duração de 3 (resumida) a 6 horas (completa).

 

As imagens são de oficinas realizadas em Portugal, Dois Córregos e USP (São Carlos). 

Para saber mais e contratar, entre em contato!